Rodrigo Ferla conquista o título de melhor técnico do ParaTaekwondo pela WT

A ascensão histórica do Parataekwondo brasileiro, pelo comando de Rodrigo Ferla não e de hoje desde os Jogos Paralímpicos 2020, ano de estreia do esporte nos jogos o parataekwondo mostra uma inédita conquista, foram três medalhas para os três atletas participantes dos Jogos Paralímpicos, obteve um sucesso mais do que especial e agora o técnico foi premiado pela WT como melhor técnico de Parataekwondo.

Nathan Torquato de 20 anos sagrou-se campeão da categoria até 61 kg, classe K44, conquistando o ouro paralímpico, Silvana Fernandes conquistou a medalha de bronze na disputa até 58 kg da categoria K44 e Débora Menezes conquistou a medalha de prata na disputa a cima de 58 kg da categoria K44. Em dezembro aconteceram os Jogos Mundiais Parataekwondo e o Brasil encerrou a competição com um ouro, uma prata e cinco bronzes. O Campeonato ocorreu a apenas três meses após encerrar os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, a delegação brasileira embarcou com um número recorde de 17 atletas.

Segundo o coordenador técnico Rodrigo Ferla, a união da equipe e a chave para todo o sucesso, através dela criou-se uma sincronia entre atletas e a equipe técnica isso fez diferença em Tóquio. A responsabilidade e o compromisso trouxeram a felicidade de participar da modalidade em um ambiente sem pressão e os atletas sentiram isso em todos os campeonatos. Através desse trabalho de equipe o reconhecimento veio, o Parataekwondo brasileiro consagrou se em primeiro lugar do mundo.

“Estou muito feliz em ver que todo o trabalho que tem sido desenvolvido com o Parataekwondo tem gerado resultados positivos, e agora ser premiado pela World Taekwondo eu e o Nathan, isso e fruto de um trabalho incansável que temos desenvolvido. Para 2022 teremos um ano cheio de novidades Internacionais com a estreia do Parataekwondo no Grand Prix, e em junho ao nível nacional em março teremos um Draft onde vamos selecionar entre avaliações físicas, técnicas e táticas para montar a seleção brasileira desse ano para disputar no Pan-americano. Realizaremos também um Camping internacional no Brasil com a participação de várias equipes e medalhista mundiais para dividir as experienciais com nossos atletas convocados para cada vez prepara-los melhor para as competições.”

Outra novidade esse ano será o América Virtus Games em setembro em São Paulo, será o primeiro jogo multiesportivos a nível do continente americano para deficientes intelectuais, onde o Parataekwondo fará sua estreia com a classe P20, a seletiva irá acontecer agora no início do ano.

Nathan Torquato foi premiado como melhor atleta masculino Parataekwondo pela WT e comenta que sente que está no seu melhor momento esportivo. Após viver uma experiência inacreditável nos Jogos Paralímpicos e conquistar o ouro e três meses depois o bronze nos Jogos Mundiais.

 “Só posso agradecer todo trabalho da CBTKD e do Comitê Paralímpico - CPB, porque fizemos história em Tóquio e logo depois na Turquia, esse e só o começo e já estou ansioso para Paris 2024, vamos em busca de mais medalhas e fazer mais história.” Comenta Nathan Torquato medalhista de ouro.

Por Giulia Ciccarelli / CBTKD