Governador na abertura dos Parajaps, em Londrina

O governador Carlos Massa Ratinho Junior abriu nesta quinta-feira (20) a oitava edição dos Jogos Paradesportivos do Paraná (Parajaps). Realizada pelo Governo do Estado, em Londrina, a competição reúne 1.132 atletas de 50 cidades paranaenses.

Ratinho Junior enfatizou o potencial o esporte para transformar a vida das pessoas. "A política do Governo do Estado é incentivar cada vez mais a prática esportiva não só para formar atletas, mas também bons cidadãos”, afirmou.  "A prática esportiva traz muitos benefícios, especialmente para o desenvolvimento dos jovens, proporcionando qualidade de vida, saúde, disciplina e respeito ao próximo."

Ele destacou a forte participação no Parajaps de delegações de todas as regiões do Paraná. "Esses eventos são importantes para motivar o esporte junto à população”, disse. Um dos avanços na edição deste ano é que todos os atletas estão hospedados em hotéis, com conforto e segurança. A determinação foi do governador e respondeu a uma preocupação que os envolvidos na realização dos Parajaps tinham.

Também na quinta-feira o governador inaugurou um novo espaço de esporte e recreação em Londrina e fez o lançamento no Estado do Japs Combate. O evento faz parte da estratégia do Governo do Estado de levar as artes marciais nas escolas o Paraná. Ainda no segundo semestre, o Estado iniciará os Jogos da Natureza e Aventura, iniciativa esportiva e também relacionada ao desenvolvimento sustentável o turismo.

Oficiais

No total, quase 2 mil pessoas participam do Parajaps, entre atletas, organizadores, arbitragem e dirigentes. O Parajaps é uma competição de alto rendimento, com a presença de paratletas medalhistas em Sul-Americanos, Pan-Americanos e Paralimpíadas. Eles fazem parte dos Jogos Oficiais do Estado, realizados pelo Governo do Paraná – Jogos Escolares (para estudantes), Jogos da Juventude (seleção dos municípios), Jogos Universitários e Jogos Abertos (para adultos de toda a comunidade).

Ivaldo Brandão, vice-presidente do Comitê Paralimpico Brasileiro, elogiou o evento. "O Paraná tem nos dado excelentes atletas do paradesporto. As pessoas com deficiência precisam de inclusão e oportunidade, é estes jogos oferecem isso a elas", afirmou Brandão.

 

Modalidades

 A maior delegação do Parajaps em Londrina é a de Cascavel, com 237 integrantes, entre atletas, técnicos e dirigentes. Curitiba vem em seguida, com 217 participantes, e Maringá, com 189 pessoas. A capital paranaense é a maior vencedora de todas as edições da competição desde que foi criada em 2012.

São disputadas 17 modalidades: atletismo, basquetebol em cadeira de rodas, bocha adaptada, futsal - deficiência intelectual, goalball, golf 7, handebol em cadeira de rodas, Handebol - deficiência intelectual, natação, parabadminton, paracanoagem, paraciclismo, parataekwondo, rugby em cadeira de rodas, tênis de mesa, vôlei sentado e xadrez.

A modalidade de rugby em cadeira de rodas já aconteceu no último fim de semana em Curitiba. A equipe da Capital garantiu o título de forma invicta ao vencer os dois confrontos por 30 a 16 e 38 a 20. Colombo ficou com na segunda posição e Campo Largo encerrou em terceiro lugar.

“Recebemos aproximadamente 2 mil pessoas e  depois de um hiato de dois anos teremos hotel para todos os participantes. Isso é motivo para comemorarmos”, destacou o supervisor de Esporte e Rendimento da Esporte Paraná, Emerson Venturini.

Prioridade

O diretor-presidente da Esporte Paraná, Hélio Wirbiski, enfatizou que o esporte paraolímpico é prioridade do Governo do Estado. Não apenas pelo seu crescimento competitivo, que tem hoje no Paraná uma referência nacional, mas principalmente no que se refere à criação de um cenário que permita mais qualidade de vida e a possibilidade de uma carreira vitoriosa para a pessoa com deficiência”, disse ele.

As três primeiras edições dos Parajaps foram realizadas em Londrina. Na sequência Curitiba sediou o evento por dois anos consecutivos e em 2017 Maringá recebeu a disputa. Para o presidente da Fundação de Esportes de Londrina, Fernando Madureira, a cidade vive um momento especial com a atenção que recebe do Estado. "Foram três grandes eventos que impulsionam o esporte na cidade em um mesmo dia".

 

Ele ainda destacou a participação dos paradesportistas. "Os Parajaps estão cheios de atletas que são exemplos de vida para todos nós, pessoas diferenciadas", destacou Madureira.